5 de jun de 2013

Fernando Pessoa

"Crucificação da Rosa -
ou seja no sacrifício da emoção do mundo
(a Rosa, que é o círculo em flor)
nas linhas cruzadas da vontade fundamental,
que formam o substrato do mundo,
não como realidade (que isso é o círculo)
mas como produto do Espírito (que isso é a cruz)."
 
"A dupla essência, masculina e feminina, de Deus - a Cruz.
O mundo gerado, A Rosa, crucificada em Deus"

 
 “No Quinto Império
haverá a reunião das duas forças separadas há muito,
mas de há muito aproximando-se: o lado esquerdo da sabedoria
– ou seja a ciência, o raciocínio, a especulação intelectual;
e o seu lado direito – ou seja o conhecimento oculto, a intuição,
a especulação mística e cabalística.”

 
 

Nenhum comentário: